AÇÕES DE MARKETING

Projeto desenvolvido numa parceria entre UniFAI, Prefeitura e Energisa conquista reconhecimento por Mérito Ambiental

Iniciativa que beneficia agricultores familiares recebeu menção honrosa em Prêmio Fiesp

por Daniel Torres de Albuquerque




imageimageimage

O projeto de compostagem de resíduos, desenvolvido pela Energisa Sul-Sudeste em parceria com a Prefeitura de Adamantina e a UniFAI, foi reconhecido entre os destaques do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental 2021; a iniciativa recebeu menção honrosa na categoria de grandes empresas, entre os programas sustentáveis de organizações comprometidas com o meio ambiente
Foto de Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Adamantina

O projeto de compostagem de resíduos, desenvolvido pela Energisa Sul-Sudeste em parceria com a Prefeitura de Adamantina e o Centro Universitário de Adamantina (UniFAI), foi reconhecido entre os destaques do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental 2021. A iniciativa recebeu menção honrosa na categoria de grandes empresas, entre os programas sustentáveis de organizações comprometidas com o meio ambiente.

A premiação da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) é realizada anualmente com o intuito de reconhecer e valorizar os melhores projetos do setor industrial que promovem o crescimento sustentável e a conservação dos bens naturais. Nesta edição, cuja cerimônia de premiação foi realizada de forma on-line, 40 empresas enviaram projetos para concorrer ao mérito.

A Energisa Sul-Sudeste participou com o programa de eficiência energética que viabiliza o aproveitamento dos resíduos de poda de árvores e materiais orgânicos, como restos de alimentos da merenda, coletados nas escolas municipais e estaduais de Adamantina. Transformados em adubo para ser utilizado no solo, os resíduos são entregues de forma gratuita para produtores da agricultura familiar, visando benefícios econômicos e melhoria da produção.

Conforme o balanço da Prefeitura de Adamantina, foram doadas 725,45 toneladas de adubo para mais de 70 famílias. “Trata-se de um projeto de eficiência energética no qual, através da compostagem com podas de árvores, restos de alimentos e outros resíduos agroindustriais, substitui-se parcial ou integralmente a utilização de adubos químicos e não renováveis. Esse trabalho é acompanhado por técnicos em campo para monitoramento da sua utilização através das análises química, física e microbiológica do solo”, destacou o coordenador do projeto junto à UniFAI, Prof. Dr. Vagner Amado Belo de Oliveira.

Para execução do projeto a Energisa Sul-Sudeste investiu R$ 650 mil destinados à aquisição de um trator, um aerador, caminhão e bombonas (reservatório para armazenamento de resíduos). Além de beneficiar os agricultores, a iniciativa traz outras melhorias para o município, já que a poda de árvores favorece a iluminação nas ruas, diminui o impacto da vegetação na rede e, consequentemente, melhora a qualidade do fornecimento de energia para a população.

“Ficamos orgulhosos pelo reconhecimento do nosso projeto na premiação da Fiesp e ainda mais satisfeitos por contemplar o avanço do programa que tem contribuído com o desenvolvimento sustentável da agricultura e, consequentemente, da economia de Adamantina e região”, afirma o coordenador do Programa de Eficiência Energética da Energisa, Thiago Peres de Oliveira.

Voltar ao TOPO