NOTÍCIAS

Tecendo redes: professores participam de conferência internacional

Congresso organizado por universidades da Moldávia, da Romênia e da Polônia, ocorreu entre os dias 12 e 14 de maio

por Daniel Torres de Albuquerque




image

A docente da UniFAI e do Centro Paula Souza, Prof.ª Dra. Izabel Castanha Gil, e os egressos dos cursos de Geografia e História, Luan Calderaro Costa, de Tupã, e Victor Hugo Silva Souza, de Pauliceia, representaram o Brasil no evento científico denominado “Congresso Internacional Moldavo-Polonês-Romeno: Educação, Política, Sociedade” (em tradução livre), promovido pela Universidade Estatal de Tiráspol, em Chisinau, na Moldávia (no Leste Europeu)
Foto de Reprodução da internet

Na última sexta feira, 14, a docente do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) e do Centro Paula Souza, Prof.ª Dra. Izabel Castanha Gil, e os egressos dos cursos de Geografia e História, Luan Calderaro Costa, de Tupã, e Victor Hugo Silva Souza, de Pauliceia, representaram o Brasil no evento científico denominado, em romeno, “Congresul international moldo-polono-roman: Educatia, Politici, Societate” (“Congresso Internacional Moldavo-Polonês-Romeno: Educação, Política, Sociedade”, em tradução livre), promovido pela Universidade Estatal de Tiráspol, em Chisinau, na Moldávia (no Leste Europeu).

Os pesquisadores apresentaram o artigo, em inglês, “Study of the place as a strategy for self-knowledge and for the regional unit construction. A Brazilian experience” (Estudo do lugar como estratégia para o autoconhecimento e para a construção da unidade regional. Uma experiência brasileira, em tradução livre).

O congresso organizado pela Universidade Estatal de Tiráspol, na Moldávia, em parceria com a Universidade de Craiova, na Romênia, e com a Universidade Pedagógica da Cracóvia, na Polônia, ocorreu entre os dias 12 e 14 de maio. No dia 14 apresentaram os trabalhos da seção “História no contexto dos desafios contemporâneos”. O evento, que teve início às 6 horas, no horário de Brasília (DF), contou com a apresentação de 25 trabalhos de participantes de nove países: Moldávia, Romênia, Polônia, França, Itália, Ucrânia, Federação Russa e Brasil.

“O objetivo do congresso era exatamente o intercâmbio de experiências. Professores e pesquisadores de vários países participaram. Estou honrado com a participação dos brasileiros que apresentaram suas vivências na Nova Alta Paulista”, diz Valentin Constantinov, organizador do evento.

A apresentação dos brasileiros teve início por volta das 10h30 e durou cerca de 15 minutos. O trabalho apresentava a metodologia de ensino/aprendizagem e pesquisa desenvolvida ao longo dos anos de 2020 e 2021, por meio do projeto Nossa Gente, coordenado pelo professor Victor Hugo Silva Souza, da Escola Estadual Prof. Orlando Guirado Braga, em Pauliceia, e pela Prof.ª Dra. Izabel Castanha Gil. O trabalho tem por objetivo compreender e valorizar a história local, regional e os sujeitos nela envolvidos, fortalecendo a noção de pertencimento. O trabalho, cuja primeira fase, levantamento e compilação dos dados quantitativos já está finalizado, contou com quase 30 pesquisadores voluntários, dentre eles estudantes universitários, do Ensino Médio, professores da rede estadual e membros da comunidade regional.

No segundo momento, o artigo apresentou a pesquisa coordenada pelo professor Luan Calderaro Costa, nos primeiros meses do ano de 2021. O trabalho buscava levantar os dados pluviométricos das cidades localizadas entre os rios Peixe e Aguapeí, ao longo das últimas três décadas e a metodologia contou com a participação dos mesmos agentes supracitados. Os resultados obtidos já permitem compreender um pouco melhor o efeito das mudanças climáticas por extremo oeste paulista, no período pesquisado. Atuaram como mediadores o moldavo Prof. Dr. Valentin Constantinov e o docente universitário polonês, Prof. Dr. Dariusz Milewski.

Em momento descontraído, depois da apresentação, os pesquisadores discutiram acerca da necessidade de cooperação mútua entre os acadêmicos de diferentes regiões do mundo, que, no geral, são desconsideradas pela comunidade acadêmica da Europa Ocidental e da América do Norte. Os textos apresentados durante a conferência serão publicados em breve em edição especial do evento.

Voltar ao TOPO