NOTÍCIAS

Prof. Dr. Alexandre Teixeira de Souza toma posse como reitor da UniFAI e nomeia os novos diretores e pró-reitores

Um dos principais pontos do Projeto de Gestão é a consolidação do Centro Universitário, visando o seu credenciamento como Universidade junto ao CEE-SP

por Daniel Torres de Albuquerque




image

O Prof. Dr. Alexandre Teixeira de Souza e o Prof. Dr. Wendel Cleber Soares tomaram posse nesta segunda-feira, 12, como reitor e vice-reitor, respectivamente, da UniFAI para a gestão de julho de 2021 a junho de 2025
Foto de Reprodução

Em seu primeiro ato após tomar posse como reitor do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) nesta segunda-feira, 12, para a gestão 2021-2025 ao lado do vice-reitor Prof. Dr. Wendel Cleber Soares, o Prof. Dr. Alexandre Teixeira de Souza nomeou os diretores de Divisão da Instituição, que começaram imediatamente a trabalhar em suas funções. Não houve solenidade formal de posse do reitor, vice-reitor ou diretores em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Foram nomeados Nivaldo Barbosa da Silva como diretor da Divisão Administrativa, Ricardo Sampaio Angeli na Divisão Financeira, Daniel Torres de Albuquerque na Divisão de Comunicação e José Gustavo Lazaretti como procurador-chefe.

Também foram definidas como pró-reitoras a Prof.ª Dra. Fúlvia de Souza Veronez (Ensino), a Prof.ª Dra. Liliana Martos Nicoletti Toffoli (Extensão) e a Prof.ª Dra. Marcia Zilioli Bellini (Pesquisa e Pós-Graduação). Porém, elas serão oficialmente nomeadas por portaria apenas no dia 1º de agosto, ao final do recesso acadêmico.

Neste primeiro dia útil da nova gestão, o Prof. Dr. Alexandre Teixeira de Souza se fez representar pelo vice porque ele e a família ainda se recuperam da Covid-19.

Projeto de gestão

Ao lançarem a candidatura para as funções da Reitoria, em maio, os professores doutores Alexandre Teixeira e Wendel Soares apresentaram o projeto de gestão intitulado “Gestão Efetiva, Autonomia e Valorização Humana”.

“O Projeto [...] foi elaborado com seu escopo focado no crescimento e desenvolvimento sustentável da UniFAI, visando o seu credenciamento como Universidade junto ao Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo [CEE-SP]. Os três pilares que compõem o título do presente Projeto de Gestão representam o respeito pela história da Instituição de Ensino Superior e projetam os desafios atuais que deverão ser considerados pelos responsáveis pela gestão no período de 2021/2025: ‘Gestão Efetiva’, ‘Autonomia’ e ‘Valorização das Pessoas’”, constou o projeto.

Um dos principais pontos é o da consolidação do Centro Universitário, visando o seu credenciamento como Universidade junto ao CEE-SP. “A UniFAI, no período compreendido entre 1º de julho de 2021 a 30 de junho de 2025, deverá percorrer o caminho para o seu credenciamento como Universidade junto ao Conselho Estadual de Educação. As estratégias relacionadas com a qualidade de ensino dos cursos de graduação e pós-graduação, com o aprimoramento das atividades de extensão e com a responsabilidade socioeconômica da Instituição de Ensino Superior, bem como a proposta de plano de carreira docente em regime parcial e integral, o aumento da produtividade científica e a implantação de pós-graduação stricto sensu são essenciais para atingir o objetivo em referência. [...] A gestão efetiva, a autonomia e a valorização humana são imprescindíveis para a concretização do ideal de transformação do Centro Universitário de Adamantina em Universidade de Adamantina”, pontuou o projeto.

Outro destaque está voltado para o Ensino a Distância (EaD) e em Ambiente Híbrido. “A Portaria nº 2.117/2019, publicada no Diário Oficial da União, autoriza as Instituições de Ensino Superior (IES) a ampliar para até 40% da carga horária de Educação a Distância (EAD) em cursos presenciais de graduação. As áreas de Engenharia e Saúde, com exceção da Medicina, podem ampliar a modalidade EAD na organização pedagógica e curricular de seus cursos de graduação presenciais. Diante dessa realidade, propõe-se um estudo detalhado sobre a viabilidade de implantação de cursos de graduação e pós-graduação EAD”, avaliou o texto.

Sobre o processo de internacionalização da UniFAI, Teixeira e Soares afirmaram que “O desenvolvimento de pesquisas, assim como a mobilidade de alunos e professores, força as Instituições de Ensino Superior a buscarem a consolidação da política de internacionalização. [...] Nesse contexto, deve-se iniciar ações entre docentes da UniFAI e docentes de universidades estrangeiras, estabelecendo parcerias científicas relevantes para a sustentação da qualidade da graduação e servindo de base para a implementação dos programas de pós-graduação stricto sensu”.

Perfis

O Prof. Dr. Alexandre Teixeira de Souza é graduado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (1996), mestrado em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp (1999), doutorado em Engenharia Química também pela Unicamp (2004) e pós-doutorado em Engenharia Química pela UEM (2006). Tem experiência na área de Engenharia Química, com ênfase em Bioquímica, Bioenergética e Termodinâmica, atuando principalmente nos seguintes temas: Bioquímica, Extração de Bioativos, Tecnologia Química, Nanotecnologia, Tratamento de Águas Residuárias, Modelagem Termodinâmicas de Processos Químicos, Equilíbrio de Fases a Altas Pressões. Professor da UniFAI desde 2005, vem atuando nos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia de Alimentos, Farmácia, Engenharia Civil, Química, Agronomia e Medicina. Foi coordenador do curso de Engenharia Ambiental (2007 a 2019), coordenador e idealizador do curso de Engenharia Civil em (2013 a 2016), coordenador e idealizador do curso de pós-graduação lato sensu de Manejo Florestal e Saneamento Ambiental em 2017. É perito judicial e extrajudicial na área de Química e Engenharia Química e áreas afins atuando desde 2004. Atuou na elaboração de vários projetos de engenharia desenvolvidos desde a formação acadêmica (1996). É pesquisador da UniFAI, atuando na área de Tratamento de Águas Residuárias e efluentes, Tratamento de Águas de Abastecimento Público, Extração de compostos bioativos, Avaliação de Impactos Ambientais, entre outras, e parecerista técnico da UniFAI.

Já o Prof. Dr. Wendel Cleber Soares possui graduação em Matemática - Licenciatura Plena pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS (1995), mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Unesp de Ilha Solteira (1999) e doutorado em Engenharia Elétrica também pela Unesp (2009). Atualmente é professor titular da UniFAI, parecerista do Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo (CEE-SP). Foi professor e sócio-proprietário do Ensino Qualis Ltda.-ME (Cursinho Sistema Poliedro de Ensino). Foi coordenador de projetos e convênios institucionais da UniFAI (2018/2021) e coordenador institucional do Programa Residência Pedagógica da UniFAI (2018/2020). Participou como coordenador de área no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid - área de Matemática). Participou como professor colaborador na elaboração e revisão de itens da Prova Brasil do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) edital público aberto pelo INEP. Participa como colaborador na elaboração e revisão de itens do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) na área de Matemática. Participou como membro da Comunidade de Prática da Agenda e Desenvolvimento Regional de Presidente Prudente atuando na área de Tecnologia, Inovação e Ensino Superior. Foi diretor geral das Faculdades Adamantinenses Integradas (junho de 2016 a janeiro de 2017) e vice-diretor (maio de 2011 a maio de 2016). Foi membro representante do Comitê Regional do Prêmio Gestão Escolar 2012 e 2013 - Diretoria de Ensino da Região de Adamantina. Atuou como Interlocutor administrativo do Projeto Programa Bolsa-Universidade (Escola da Família) e do Projeto Bolsa Alfabetização representando a Instituição de Ensino FAI. Participou do Projeto Rondon "Operação Forte do Presépio". Tem experiência na área de Matemática presencial e EaD, com ênfase em Cálculo Diferencial e Integral, atuando principalmente nos seguintes temas: otimização, processamento de sinais, wavelets, transformada wavelet discreta, equações diferenciais ordinárias, estatística, data mining, modelagem matemática no manejo integrado de pragas, matemática financeira e ensino da matemática.

Voltar ao TOPO