NOTÍCIAS

Dia do(a) Advogado(a): “A quem honra, honra!”

Ao Igor Terraz, dedico!

por Daniel Torres de Albuquerque




image

O advogado Sidnei Alzidio Pinto é homenageado pelo jornalista Sérgio Barbosa com uma crônica no Dia do Advogado
Foto de Arquivo - Diário do Oeste

Com todo o respeito devido, aproveito esta oportunidade para registrar diversas considerações sobre o Dia do(a) Advogado(a), bem como, o Dia do Estudante e assim por diante.

Também, torna-se necessário destacar que daqui para frente o texto vai seguir como se fosse uma crônica, porém, neste caso em especial e tendo em vista que se trata de um personagem ilustre nas áreas da Academia e do mercado profissional.

Sendo assim, deve-se tentar por meio das palavras uma aproximação em sintonia com aquele que de certa maneira, pode ser considerado muito mais do que se espera de um professor, bem como, do advogado em suas diversas atividades e escolhas nestas últimas cinco décadas.

Por isso, ‘a César o que é de César’, tal qual a frase do outro pensador do outro tempo do tempo, portanto, Sidnei Alzidio Pinto está muito além deste cenário com suas mediações itinerantes, haja vista que o professor se faz presente em todos os momentos em que o advogado marca presença nas trajetórias acadêmica e profissional.

Ainda, Sidnei, se me permite tal conexão, entretanto, o respeito se faz presente nestas palavras mais de acordo com o mestre e suas histórias frente ao cotidiano dos anos em sala de aula na FAI/UniFAI e outras instituições, todavia, Sidnei pode ser considerado, também, uma memória dos fatos que ocorreram e continuam ocorrendo no seu caminho.

As muitas recordações nesta estrada envolvendo as atividades como professor e advogado ou vice-versa, sempre estiveram e continuam em completa sintonia com Sidnei, tendo em vista que o seu olhar continua marcando presença em todas as direções onde o Direito marca presença, isso sem deixar de lado a sensibilidade do mestre continua correndo atrás do conhecimento.

Entendo que só mesmo quem conhece o homem que está atrás do professor e advogado, além da vivência do mesmo com familiares, pode tentar destacar quem é Sidnei Alzidio Pinto em meio aos desencontros deste tempo do seu tempo.

Não tem como ficar distante quando se está perto do Sidnei, mesmo quando o advogado se faz presente nas atividades desenvolvidas na área jurídica, por isso, só mesmo quem está ao seu lado pode sentir aquela presença do professor como aquele mestre que continua muito além de tudo e de todos(as).

Poderia estar aqui escrevendo sobre o palestrante e o tema abordado no dia 11 de agosto na Semana Jurídica da UniFAI, mas, resolvi seguir por um outro caminho, neste caso, de quem acompanhou desde o ano de 1999 na FAI/UniFAI, as muitas idas e vindas de Sidnei Alzidio Pinto e suas aproximações direcionadas e sempre com o instinto protetor quando se tratava do curso de Direito.

Ave, curso de Direito da FAI/UniFAI!

Ave, Sidnei Alzidio Pinto!

Voltar ao TOPO